Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ó inimiga minha... conheça e combata a inimiga da família

O profeta Miquéias combate a inimiga da família, devemos fazer o mesmo.
Porque o filho despreza ao pai, a filha se levanta contra sua mãe, a nora contra sua sogra, os inimigos do homem são os da sua própria casa. Eu, porém, esperarei no Senhor; esperei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá. Ó inimiga minha, não te alegres a meu respeito; ainda que eu tenha caído, levantar-me-ei; se morar nas trevas, 
o Senhor será a minha luz. Miquéias 7:6-8


Bp Erisvaldo Pinheiro Lima 
Palavra ministrada em 30 de Outubro de 2013


Ó inimiga minha! Com ousadia Miquéias profetizou durante os reinados de três reis de Judá, Jotão, Acaz e Ezequias, num período compreendido entre os anos de 751 a.C a 687 a.C. Era um profeta do interior, nascido na pequena cidade de Moresete-Gate no sul de Judá, Miquéias conhecia bem a realidade do efeito da opressão nos mais humildes de seu tempo, conhecia o quanto a injustiça afetava a família. Sua palavra desmascarava o grandes de sua época, governantes corruptos, os falsos profetas, os sacerdotes ímpios, os mercadores desonesto e os juízes parciais. Um pequenino sendo usado por Deus contra os grandes. Observe a conflituosa família descrita pelo profeta e sua atitude de mudança com sua forte declaração ó inimiga minha e permita Deus falar contigo:

Triste realidade

Uma profecia escrita há mais de 2700 anos atrás, mas tão atual e que descreve tão bem o contexto de nossa geração atual. O filho que despreza o pai e a filha que se levanta contra a mãe, uma triste realidade de hoje. A Palavra do Senhor nos ensina que os filhos devem honrar seus pais (confira aqui a lista de versículos) e não há uma exceção no texto, deve-se honrar ou deve-se honrar! O retrato da família ainda foca na nora que está contra a sogra. Além da distância entres os filhos e os pais, há o conflito entre a esposa e a família do esposo. Mais uma vez o honrar pai e mãe se aplica aqui, uma vez que o casal é uma só carne, dois que se tornam um, o cônjuge deve honrar a sogra e o sogro como seus próprios pais!

Atitude de mudança

A triste realidade da família, com os filhos contra os pais, faz o profeta tomar (ou nos ensinar) uma atitude.
Miquéias declara eu, porém, esperarei no Senhor. É como se o profeta fosse questionado, o que fazer com toda essa calamidade na família, dentro de casa está dando tudo errado e o que fazer, profeta? Ele responde, esperarei no Senhor, esperei no Deus da minha salvação.

Esperar está ligado à expectativa de uma ação de Deus na situação vivida. Ele diz esperarei porque já esperou! Quando ele esperou (no passado) conheceu o Deus da minha salvação. Ele vai esperar o agir de Deus na vida da família, pois sabe que o agir de Deus em sua própria vida foi forte. Como numa atitude de humildade, ele reconhece que se Deus o visitou, e mesmo sendo difícil, lhe salvou, então o Senhor também poderá visitar e salvar toda a família! Esperarei pois esperei, pense nisso, querido leitor, a misericórdia de Deus em nosso passado nos dá confiança para nosso futuro!

Inimigos e inimiga minha

Compare os versículos 6 e 8 e veja que o primeiro está no masculino e plural enquanto que o segundo está no feminino e singular. Inimigos e inimiga. Os inimigos do homem (v. 6) é um termo muito genérico. No v. 8, quando diz ó inimiga minha, o termo agora é mais conciso, como se agora já soubesse de fato quem realmente era o inimigo.

E mais, agora há uma atitude de combate. Com ousadia, o profeta espera em Deus, mas combate a inimiga da família. Por ser acusadora, o profeta declara que ainda que eu tenha caído, levantar-me-ei. A salvação do Senhor em sua vida lhe garante esse levantar. Essa declaração silencia a maior arma da inimiga, sua voz sedutora, como no Jardim do Édem, e acusadora como nos relatos da vida de Jó. Por isso o profeta declara não te alegres a meu respeito, mesmo a inimiga sabendo do passado e talvez até mesmo do presente de falhas e fraquezas, o profeta espera confiante num futuro diferente.

O profeta desmascara a inimiga com esta palavra: se morar nas trevas, o Senhor será minha luz. O plano da inimigo seria fazer com que o profeta morasse em trevas. Ele a combate dizendo se, ou seja, ele não aceita o veredito da inimiga, mas ainda que se acontecer, o Senhor será luz! A inimiga da família, a antiga serpente do Édem, a serpente dragão perseguidora de Apocalipse 12, deve ser combatida hoje!

Pense nisso..

Veja, querido leitor, que a sequência do texto profético nos ensina muito. O profeta reconhece a triste realidade da família. Não há máscaras ou disfarces, há reconhecimento. Miquéias ainda reconhece em atitude de humildade que esperará no Senhor, pois já esperou e conheceu o Deus da salvação. E ao mesmo tempo em que espera em Deus, o profeta identifica a raiz dos males da família e combate aquela que ele chama de inimiga minha. Pense nisso e faça isso!


Fonte de apoio:
Bíblia de Estudo Pentecostal

Postagens mais visitadas deste blog

Elias na caverna e as provas do vento, terremoto e fogo.

A ressurreição de Lázaro: o tempo, o silêncio e a pedra

Quem é você na parábola do bom samaritano?