Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Atitude de Jônatas e a vitória com poucos

Jonata e seu servo venceram um exército inteiro com a ajuda do Senhor
"Porque para o Senhor nenhum impedimento há de livrar com muitos ou com poucos". (1Sm 14.6b)


Acostumamos ouvir que Deus requer de nós muita fé, muita força, muita perseverança, muita vontade, muita tanta coisa...

Ao olhar para nós mesmos, somos confrontados com esta ideia de que Deus requer muito de nós. Muitos são invadidos com preocupação, medo e desmotivação. Pois, ao contrário do que ouvimos, temos pouca fé, pouca força, pouca perseverança, pouca vontade. Acredito realmente que até meu amor por Ele é tão pouco, poderia ser tão maior.

Sou muito consolado com a atitude de Jônatas. Quando vai para a batalha com tão pouca gente (ele e mais um!). Acreditando que Deus pode derrotar o grande exército filisteu usando poucos da mesma forma como se fossem muitos!

E Deus faz exatamente como Jônatas esperava. O Senhor usou os poucos para derrotar os muitos, os fracos para combater os fortes, os desarmados para prevalecer sobre os municiados. Uma grande vitória que veio de quem era tão pouco.

O nosso pouco sendo colocado sinceramente na mão de Deus, torna-se muito. O fraco torna-se muito. O caído se levanta. A peleja torna-se testemunho de vitória. O pequeno torna-se grande.

Olhe para aquilo que você acha que tem sido pouco em você. Aquilo que no seu coração você esperava que fosse grande, ou pelo menos maior: fé, capacidade, amor, gratidão, oração, perseverança, paciência, força. Apresente diante dEle o seu pouco.

Saiba que basta Ele ser grande. Você é aceito, mesmo sendo pouco. Você é bem vindo, mesmo sendo pouco. Você é amado, mesmo sendo pouco. Você poderá ser grandemente usado por Deus, mesmo sendo pouco. 

Só não deixe de se apresentar diante de Deus. Como Jônatas fez, mesmo sendo "pouco", ele deu um passo. Dê um passo e coloque seu "pouco" na mão do Deus grande.



Que a paz do Deus grande esteja sobre você,
Bp Erisvaldo Pinheiro (ministrado em 07/03/2013)

Postagens mais visitadas deste blog

Elias na caverna e as provas do vento, terremoto e fogo.

A ressurreição de Lázaro: o tempo, o silêncio e a pedra

Quem é você na parábola do bom samaritano?