Postagens

Mostrando postagens de 2013
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A voz de Ramá e o choro de Raquel

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima  Palavra ministrada em 14 de Novembro de 2013  Vigília de Oração da Comunidade Evangélica Íntimos do Pai
Esta passagem está inserida num trecho do livro profético onde a mensagem de Jeremias passa de admoestações a consolações. O trecho que compreende os cap 30 a 33 é um conjunto de promessas de restauração do momento exílico que o povo judeu passava e uma futura restauração completa com a promessa da vinda do Messias. Vemos três atributos de Deus em ação no livro de Jeremias, seu juízo, sua benignidade e sua justiça (Jer 9.24). Seu juízo que condena o pecado, sua benignidade que levanta o pecador, duas ações opostas que somente podem ser feitas com sua justiça, o Cristo sendo condenado em nosso lugar.

Há de se entender as duas figuras de linguagem que aparecem no texto:
Ramá, um vila que distanciava 8 km ao norte de Jerusalém, local onde se reuniu os prisioneiros judeus para a deportação à Babilônia. É usada no texto como um lugar onde se ouve uma voz de l…

Um menino nos nasceu

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima  Palavra ministrada em 03 de Novembro de 2013

Uma das coisas que mais me faz admirar a Palavra do Senhor é essa capacidade que só ela tem de me encher da esperança de mudança. Um sentimento de que a situação vai mudar. Um outro tempo vai iniciar. E a mensagem é sempre de esperança mesmo, pois a mudança é para melhor!
Veja que no texto de Isaías as frases envileceu nos primeiros tempos e mas nos últimos tempos a enobreceu nos transmitem essa esperança de que o tempo vai mudar. Nos primeiros tempos uma situação difícil, mas virão os últimos tempos em que a situação será melhor.

De envileceu a enobreceuEnvilecer significa tornar vil, algo desprezível. Uma descrição que não queremos viver Enobreceu significa tornar nobre, glorioso. Uma descrição bem diferente da anterior.
Veja, querido leitor, que as situações são bem diferentes. Uma desprezível e outra gloriosa. A primeira não queremos nem passar perto. A segunda almejamos. A primeira é uma realidade que, por vez…

Ó inimiga minha... conheça e combata a inimiga da família

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima  Palavra ministrada em 30 de Outubro de 2013

Ó inimiga minha! Com ousadia Miquéias profetizou durante os reinados de três reis de Judá, Jotão, Acaz e Ezequias, num período compreendido entre os anos de 751 a.C a 687 a.C. Era um profeta do interior, nascido na pequena cidade de Moresete-Gate no sul de Judá, Miquéias conhecia bem a realidade do efeito da opressão nos mais humildes de seu tempo, conhecia o quanto a injustiça afetava a família. Sua palavra desmascarava o grandes de sua época, governantes corruptos, os falsos profetas, os sacerdotes ímpios, os mercadores desonesto e os juízes parciais. Um pequenino sendo usado por Deus contra os grandes. Observe a conflituosa família descrita pelo profeta e sua atitude de mudança com sua forte declaração ó inimiga minha e permita Deus falar contigo:
Triste realidade Uma profecia escrita há mais de 2700 anos atrás, mas tão atual e que descreve tão bem o contexto de nossa geração atual. O filho que despreza o pai e a…

A graça manifestada

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima (ministrado em 13 de outubro de 2013)

Sua graça sempre existiu. Sempre esteve no coração de Deus. O que Paulo ensina a Tito é que essa graça se há manifestado. Como alguns valores, dons e virtudes que o Senhor nos concede e, as vezes, os guardamos em nossos corações. Existem, mas ficam guardados. A graça do Senhor sendo manifestada, nos ensina que também precisamos manifestar a todos os homens os dons que Ele nos concedeu, pois a luz não pode ficar embaixo da mesa.

No velho Testamento Quando a graça ainda não havia sido manifestada, vemos a história de um povo que, embora escolhidos de Deus, era predominante as situações em que sangue era derramado. Já no primeiro livro bíblico, vemos Caim derramando sangue de seu irmão, Abrão em guerra contra cinco reis, Simeão e Levi matando todo homem siquemita.
Essa aparente crueldade aponta para nossa própria história. Os relatos bíblicos do antigo e novo Testamento é a nossa própria história. Temos uma história antes e …

Chocam ovos de basilisco

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima  (ministrado em 23 de outubro de 2013)

Chocam ovos de basilisco, uma forte revelação da parte do Senhor registrada em Isaías 59. Capítulo que mostra como o povo do Senhor pode chocar ou quebrar os ovos de basilisco.
Basilisco  Uma figura simbólica conhecida nos tempos antigos como a rainha das serpentes. Figura de várias lendas e mitos, o basilisco é representado quase sempre como uma serpente assustadora e que é mais letal que as demais.
No texto, Deus se revela mostrando sua misericórdia que está a disposição de seu povo. Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir. Declaração que serve de alento para situações adversas que passamos. Mas o que me chama a atenção é o MAS que segue essa declaração. Quando falamos algo, seja um elogio ou uma opinião, que é sucedido pelo MAS... sabemos que algo contrário se seguirá. O mas desse texto é seguido pela exortação do Senhor ante a iniquidade re…

Enfermidade na fé: diagnóstico e cura

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima,  ministrado em 25 de Agosto de 2013

O apóstolo Paulo faz menção de uma enfermidade pouco comentada, a enfermidade na fé. Parece que os membros da Igreja de Roma estavam deixando os enfermos na fé de lado, ou os recebendo com contendas e até gerando dúvidas. O apóstolo Paulo os exortam e nos deixa este diagnóstico para nossa reflexão.
Com oração busquei no Espírito Santo alguns exemplos de enfermidade na fé, e também, algum tipo de cura. Percebi que em diversos momentos da minha caminhada, eu também tive esta enfermidade. Minha fé já esteve enferma e eu nem sabia. Veja estes três exemplos bíblicos e medite:

      Recabitas (Jer 35) Este grupo de judeus era um exemplo de separação do pecado e conseqüente fidelidade a Deus.  O Senhor ordena que Jeremias levasse os recabitas para a Casa do Senhor e lhes oferecessem vinho. Diante da recusa dos recabitas, o Senhor faz uma comparação entre a fidelidade dos recabitas em cumprir um voto de não beber vinho e a infidel…

De Jacó a Israel: passando pela família, espada e serpentes

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima  (ministrado na Campanha "Lutando pela paz na família"  em 02 de outubro de 2013)


Isaías 27 nos deixa uma forte mensagem sobre a luta pela família. Inicia descrevendo uma espada, que é usada contra serpentes Fala sobre uma vinha de vinho tinto. Mostra um relato do próprio Senhor em batalha e encerra nos exortando sobre a necessidade de transformação. Com uma linguagem que varia do simbólico ao real, com profecias e figuras este texto tem muito a nos ensinar. Veja:
Com sua espada... Você já sabe que a espada tem um dono, o Espírito, e que tem um significado, a palavra de Deus (Ef 6.17). De acordo com o texto acima, a espada (palavra) é: dura, grande e forte.
Realmente a palavra parece dura para alguns. Outros a acham grande demais. E uns poucos a consideram forte. Deve doer mesmo, afinal, é espada! Tem que ser grande, pois deve alcançar você e os seus ao mesmo tempo! E, com certeza, é forte o bastante para ir contra todo o mal que rasteja contra sua famíl…

Tudo de Eva veio de Adão e tudo da Igreja deve vir de Cristo

Imagem
Convido você, meu irmão e minha irmã, a meditar em alguns pontos da criação do homem e da mulher e a relação da formação de Eva a partir de Adão e da formação da Igreja a partir de Cristo.


Façamos Uma fala inédita na criação. Até o momento, tudo foi criado a partir da Palavra de Deus. Na criação do homem, porém, há uma conferência entre a deidade (Pai, Filho e Espírito Santo). Mostrando que algo muito especial vai acontecer!
Nossa imagem (v.26) e sua imagem (v.27) Enquanto que no versículo 26 a deidade propõe a criação de acordo com nossa imagem, no versículo seguinte o homem foi criado à sua imagem! Plural na primeira e singular na segunda. Comparando com o texto de Romanos 8.29, vemos que a imagem é de Jesus Cristo. O Filho é escolhido para ter a sua imagem no homem recém criado, guarde essa informação.


Afinal, qual foi o motivo da conferência e da escolha da imagem do Filho para o homem? Qual foi o plano de Deus para a criação do homem?

O texto ensina que a vontade primeira de Deus,…

O amado e a amada, as raposas e as raposinhas

Imagem
Utilizando a interpretação alegórica, vemos neste belo diálogo, importantes e profundos ensinamentos. O amado se direciona à sua amada e lhe encoraja a se levantar, faz promessas consoladoras, mostra que conhece a sua situação, declara seu amor e lhe admoesta contra as raposas e raposinhas. Uma descrição real e atual da atuação do nosso Senhor Jesus (o amado) à sua Igreja (a amada).
O meu amado fala e me diz: A amada conhece a voz do seu amado. Sabe que quando se apresenta diante dEle, sua voz é percebida. A voz que lhe direciona é como um bálsamo para a caminhada da amada.
Levanta-te Em algum momento, a amada parou. No verso seguinte entendemos o porquê. Não é a vontade do amado que sua amada esteja caída e parada, por isso, Ele prepara toda uma situação para que sua amada volte a ficar de pé. 
Meu irmão e minha irmã, um dos atributos do Senhor é sua imutabilidade. Isso me consola. Nosso Deus não muda. O propósito do Senhor sobre sua vida não mudou, não sei a situação em que você se e…

Davi na caverna e a quebra de laços ocultos

Imagem
Caverna é lugar de provação, incerteza, medo, solidão e insegurança.

Na palavra do Senhor, vemos três exemplos de homens que em algum momento de sua jornada da fé estiveram no frio de uma caverna, em decorrência de perseguições. Elias, quando perseguido por Jezabel, se escondeu numa caverna. Davi, perseguido por Saul se escondeu em cavernas por duas vezes, a primeira, na caverna de Adulão (1Sm 22), e a segunda, na caverna de En-Gedi (1Sm 24). O que me chama a atenção é que Elias entrou na caverna uma vez, foi provado, mas saiu dela ouvindo a voz do Senhor (Confira a mensagem de Elias na caverna clicando aqui). E nunca mais o profeta se escondeu numa caverna. Davi entrou na caverna de Adulão, Deus o honrou, formou um exército de combatente leais... e no momento em que sua vida parecia que ia ter o final feliz... lá estava Davi na prova de dono, lá estava Davi na caverna de novo.
Parecia Esse parecia testa a nossa força e fé. Você já viveu dias assim, em que foi provado e depois da prova…

Batalha espiritual: o perigo da casa vazia

Imagem
Passamos por algumas semanas onde a grande maioria dos irmãos de nossa igreja local passavam por algum tipo de enfermidade ou problemas específicos de tal forma que ficavam impossibilitados de cultuarem. Cultuamos por algumas semanas com apenas dez por cento dos membros. Em oração e busca, o Espírito do Senhor nos alertou que a origem dos diferentes problemas eram de ordem espiritual.
Entramos numa batalha espiritual, com jejum e oração redobrados. E num dos momentos de busca o Espírito Santo nos direcionou para ministrarmos a mensagem Batalha Espiritual: organização do Império das trevas (confira aqui). Para Glória do Senhor, percebemos uma significativa mudança no andamento de nossa igreja local, com curas, livramentos, retorno de membros que estavam afastados, e com pessoas aceitando Jesus como Senhor e Salvador.
Acredito que vários demônios têm sofrido derrotas e fugindo da nossa presença. Mesmo, com a significativa mudança, o sinal de alerta continuava ligado. Um sentimento de…

Batalha espiritual: organização do Império das trevas

Imagem
Sim, temos que lutar contra o império das trevas. Não é uma luta contra pessoas de carne e sangue. É uma luta contra um adversário altamente organizado. Derrotado no Calvário, mas ainda assim, organizado.



O Ap. Paulo deixou este versículo de ordem e alerta à igreja de Éfeso. Se está escrito que não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra principados... entendo que a seguinte leitura é bem lógica: temos que lutar contra principados... A ordem de que temos que lutar é esclarecedora. Pois, se temos que lutar, e não lutarmos, então pereceremos, mas se temos que lutarmos e de fato lutarmos então prevaleceremos contra o império das trevas. 

A análise e conhecimento do adversário é crucial numa luta. É exatamente essa a beleza deste trecho de Efésios  uma clara revelação da organização do nosso adversário. Veja como o Império das trevas se organiza e se prepare para a luta. Confiando na autoridade do nome de Jesus, você vencerá qualquer batalha!

Nossa luta é contra:


1. PRINCIPADO…

Sete provérbios indispensáveis para o ministério de liderança

Imagem
O objetivo desse estudo não é mostrar belos provérbios para nossa apreciação. Antes, é admoestar o ministério de liderança, mostrando sete belos provérbios indispensáveis para aqueles que recebem a honra do Senhor em ocupar algum cargo de liderança na igreja:
"O que desvia seus ouvidos de ouvir a lei, até sua oração será abominável"             (Pv 28.9) O líder deve focar (esforçar) seus ouvidos para ouvir a palavra do Senhor. Neste provérbio, a palavra (lei) e oração caminham juntas, nos ensinando que o líder deve ter, antes de tudo, uma vida de oração e uma sólida estrutura na palavra de Deus.
"Procura conhecer os estado de suas ovelhas, põe teu coração sobre o gado"          (Pv 27.23)  Esta ordem começa com o verbo PROCURAR, indicando uma ação de continuidade. O líder, continuamente, deve conhecer (também é um processo) as situações de seus liderados, suas causas, alegrias e tristezas. O segredo para cumprir este provérbio é colocar o coração sobre eles, amando…

Obreiros gerados pelo Apóstolo Paulo (estudo em slides)

Imagem

Quem deu crédito à nossa pregação?

Imagem
Você já parou para contemplar a beleza que há no capítulo 53 do livro do profeta Isaías? Um texto que demonstra ricos detalhes da obra redentora do prometido Servo do Senhor, o Messias. Belas profecias que são um acalento para perdidos, sofridos e doentes. Para não sermos enfermos ele tomou sobre si nossas enfermidades...Para não ficarmos desgarrados como ovelhas, o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. Por essa obra, ele justificará a muitos. E ainda, pelos transgressores intercedeu. Um incrível relato da morte expiatória de Jesus Cristo, que, surpreendentemente, foi registrado pelo menos 680 anos antes da virgem o conceber.
Toda essa beleza poética e profética é precedida com a pergunta: Quem deu crédito à nossa pregação? Uma pergunta que mostra a rejeição da maioria das pessoas por esta obra redentora. Deus fez toda essa bela e dolorosa obra para nos salvar, mas, quem deu crédito ao Senhor? Observe querido leitor, que a pergunta mostra que a pregação é NOSSA. Deus se …

Enviados para invocar o nome do Senhor

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro (ministrado em 18 de Agosto de 2013).

Veja que bela seqüência nesta declaração do apóstolo Paulo. Uma seqüência que pontua cada etapa do plano de salvação. Para ser salvo, tem que invocar, pra invocar é preciso crer, e para crer é necessário ouvir, para ouvir tem que haver uma pregação, e para pregar tem que ter aquele que envia. Note, atento leitor, que há todo um trabalho até chegar o momento em que alguém invoca o nome do Senhor para a salvação. Uma bela estrutura do propósito de salvação, que pretendo neste texto mostrar a tarefa e responsabilidade de cada uma dessas etapas.
·         EnviarTarefa do Pai. Ele fez essa tarefa enviando José para o Egito:
“Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese os vossos olhos por me haverdes vendido para cá, porque, para conservação da vida, Deus me enviou diante da vossa face” (Gn 45.5)Que belo exemplo de perdão e visão dos propósitos divinos que José declara aqui. Ele aprendeu, ainda que de forma triste, que a atitude e…

Propósito de purificação (3ª parte)

Imagem
O Espírito do Senhor nos visitou e nos direcionou a este texto bíblico. Convencendo-nos que era necessário nos lançarmos diante de sua santa presença, como o rei Ezequias fizera. Baseado no avivamento espiritual dos tempos deste ilustre rei, fizemos um voto diante do Senhor, o Propósito de purificação de 16 dias, mesmo tempo em que Ezequias purificou o templo de Jerusalém. Foi um propósito forte, onde entenderemos sua profundidade meditando no relato bíblico do capítulo 29 do segundo livro das Crônicas dos reis de Judá. O texto foi ministrado em três etapas, três cultos onde o Senhor nos visitou e nos tratou nas áreas de nossas vidas em que estas palavras foram direcionadas. 

Esta foi a terceira de três ministrações do propósito de purificação de 16 dias. Você pode ver nestes links as outras duas ministrações deste propósito:
Propósito de purificação de 16 dias (1ª parte)Propósito de purificação de 16 dias (2ª parte)
Quando a obra termina, depois de 16 dias de purificação, o relatório é …

Propósito de purificação (2ª parte)

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro  Palavra ministrada em 07 de agosto de 2013

O Espírito do Senhor nos visitou e nos direcionou a este texto bíblico. Convencendo-nos que era necessário nos lançarmos diante do Senhor, como o rei Ezequias fizera. Baseado no avivamento espiritual dos tempos deste ilustre rei, fizemos um voto diante do Senhor, o Propósito de purificação de 16 dias, mesmo tempo em que Ezequias purificou o templo de Jerusalém. Foi um propósito forte, onde entenderemos sua profundidade meditando no relato bíblico do capítulo 29 do segundo livro das Crônicas dos reis de Judá. O texto foi ministrado em três etapas, três cultos onde o Senhor nos visitou e nos tratou nas áreas de nossas vidas em que estas palavras foram direcionadas.

Esta foi a segunda de três ministrações do propósito de purificação de 16 dias. Você pode ver nestes links as outras duas ministrações deste propósito:

Propósito de purificação de 16 dias (1ª parte)
Propósito de purificação de 16 dias (3ª parte)


O rei Ezequias co…

Propósito de purificação (1ª parte)

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima  Palavra ministrada em 31/07/2013
O Espírito do Senhor nos visitou e nos direcionou a este texto bíblico. Convencendo-nos que era necessário nos lançarmos diante do Senhor, como o rei Ezequias fizera. Baseado no avivamento espiritual dos tempos deste ilustre rei, fizemos um voto diante do Senhor, o Propósito de purificação de 16 dias, mesmo tempo em que Ezequias purificou o templo de Jerusalém. Foi um propósito forte, onde entenderemos sua profundidade meditando no relato bíblico do capítulo 29 do segundo livro das Crônicas dos reis de Judá. O texto foi ministrado em três etapas, três cultos onde o Senhor nos visitou e nos tratou nas áreas de nossas vidas em que estas palavras foram direcionadas. 

Esta foi a primeira de três ministrações do propósito de purificação de 16 dias. Você pode ver nestes links as outras duas ministrações deste propósito:

Propósito de purificação de 16 dias (2ª parte)Propósito de purificação de 16 dias (3ª parte)


O culto foi deixando de …

O anel do rei nas mãos da rainha Ester e Mardoqueu

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro  Palavra ministrada em 09/08/2013

A bela narrativa da história de Ester ganha um profundo aprendizado em seu capítulo oitavo, quando o rei Assuero coloca seu anel real à disposição de Mardoqueu. Uma representação do que fez nosso Rei Jesus, colocando sua autoridade à disposição de seu povo.
O texto inicia-se com a declaração naquele mesmo dia. Um dia memorável, que marcou a história de Ester e Mardoqueu. Há dias em que o Senhor marca para também serem memoráveis em sua história também. 
Vemos no livro a ascensão de Mardoqueu, cuja trajetória é marcada por escassez e perseguição, mas naquele mesmo dia sua história passa por uma grande virada. Da escassez para a mesa do rei, o anel que estava na mão de seu perseguidor, o rei colocara naquele mesmo dia em sua mão. Você pode passar por momentos de escassez e perseguições, mas seja fiel, que chegará momentos de naquele mesmo dia em sua vida e sua história viverá uma grande virada, para glória do Rei!
·Algo precisa ser f…

A rainha Ester e suas vestes diante do rei

Imagem
Bp Erisvaldo Pinheiro  Palavra ministrada em 10/08/13

A rainha Ester coloca suas vestes reais e decide se apresentar diante do rei. Uma decisão difícil, com possíveis consequências terríveis, mas necessária. Ela e seu povo dependiam dessa audiência. Ainda que a morte fosse uma possibilidade, Ester precisava estar diante do rei.
Jó também viveu dias assim, e expressou uma das declarações mais fortes da Bíblia sobre a confiança na bondade de Deus: "Ainda que ele me mate, nele esperarei, contudo, os meus caminhos defenderei diante dele"  (Jó 13.15). Ester estava decidida a defender seus caminhos diante do rei. Embora fosse esposa do rei, nossa heroína precisou ir até seu trono. Assim é a igreja (eu e você), noiva do Cordeiro, mas há momentos difíceis em que é preciso defender seus caminhos diante dEle. Estar diante do Rei, a morte é sempre uma possibilidade, mas, como declarou Jó, esperar nEle é nossa consolação.
Ester teve que se vestir de vestes reais para estar diante do rei, um…